< Voltar

hub-hidrogenio-verde-

Como o Brasil se prepara para dominar o mercado de hidrogênio verde

O mercado global de hidrogênio verde deve crescer quase 40% ao ano na próxima década, chegando a US$ 60,56 bilhões em 2030 – quase 20 vezes mais que os US$ 3,2 bilhões de hoje –, estima a consultoria americana Grand View Research.

Trata-se de uma notícia boa para o mundo todo, uma vez que o hidrogênio verde é produzido a partir de fontes renováveis, como a energia solar e a eólica, que não emitem carbono. E melhor ainda para o Brasil, que tem tudo para se transformar no maior exportador dessa versão sustentável de gás combustível, segundo outra consultoria, a alemã Roland Berger, que prevê um potencial de faturamento anual de R$ 150 bilhões para os produtores instalados no país em 2050 – dois terços dessa receita viriam da exportação.

Nordeste à frente

A região concentra os principais investimentos em plantas de hidrogênio verde

Ceará
O estado já atraiu quatro projetos para a produção de hidrogênio verde, todos eles sendo tocados na região portuária de Pecém, em São Gonçalo do Amarante. Um deles é da australiana Enegix Energy, que está investindo US$ 5,4 bilhões para produzir 600 mil toneladas por ano.

Outro projeto gigante em Pecém, da também australiana Fortescue Future Industries, está orçado em US$ 6 bilhões.

Com capacidade para produzir 296 mil toneladas de hidrogênio verde por ano, a fábrica que a francesa Qair Brasil está montando no estado vai custar US$ 6,95 bilhões.

O grupo nacional EDP Brasil produz hidrogênio verde no estado desde janeiro. Com capacidade para produzir 250 Nm3/h do gás, a planta custou R$ 42 milhões.

Bahia
É onde fica a planta da brasileira Unigel, que custou US$ 120 milhões e deverá entrar em operação até o fim do ano. Inicialmente, vai produzir 10 mil toneladas por ano.

Pernambuco
A planta da White Martins foi a primeira a produzir hidrogênio verde no país. A unidade tem capacidade para gerar até 156 toneladas do gás a cada ano. A Qair Brasil também anunciou planos de produzir no estado.

Rio Grande do Sul
A Neoenergia firmou parceria com o governo gaúcho para dar início à produção de energia eólica offshore e o desenvolvimento de hidrogênio verde. Nenhum outro detalhe foi divulgado.

Rio de Janeiro
A planta piloto da Shell Brasil, que deverá ficar pronta em 2025, está sendo construída no Porto do Açu, em São João da Barra. A capacidade produtiva não foi revelada, nem o valor investido.

Fonte: https://epocanegocios.globo.com/um-so-planeta/noticia/2023/04/como-o-brasil-se-prepara-para-dominar-o-mercado-de-hidrogenio-verde.ghtml

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Acreditando na ampliação bem-sucedida da economia do hidrogênio, criamos um fórum internacional permanente para a discussão de assuntos relacionados com a transição da energia fóssil para energia renovável, onde reuniremos decisores empresariais, políticos e científicos ao longo de toda a cadeia de valor do setor para apresentar novas tecnologias.  

© 2023 Powered by  NürnbergMesse Brasil 

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de navegação.

Aceitar
Negar

HD22 - Innovations for the Global Hydrogen Economy (EN)

HD22 - Security of Supply Through Diversification (EN)

HD22 - Green Hydrogen as an Economic Opportunity for Partner Countries

Eletrolise! Tecnologias para Produção de Hidrogênio Verde



Power-2-You: mulheres no mercado de Hidrogênio Verde



Evento: 2º Congresso Brasil-Alemanha de Hidrogênio Verde

Evento: 1º Congresso Brasil-Alemanha de Hidrogênio Verde



Webinar: O papel do Hidrogênio Verde brasileiro na nova geopolítica global da energia – 25/08/2022



Webinar: O Hidrogênio Verde na Alemanha e as oportunidades para o Brasil – 20/10/2022



Webinar: Certificação do Hidrogênio Verde no Brasil – 26/01/2023



Relatório: Hydrogen Dialogue Latin America 2022